domingo, 4 de janeiro de 2015

Não Chores Criança



Não, não chores ainda! Calma criança! Por favor! Guarde suas lágrimas por agora. Enxugue o seu rosto, deixe brotar o doce sorriso. 

Não, não foi nada. Não chore ainda. O pior ainda está por vir. Ainda nem sabes o que é sofrer. A dor que hoje sentes é pouco mais que cócegas comparada a que ainda sentirás quando crescer.

Não, não chore. Ainda não! Durma, sonhe com tempos melhores. Sonhe criança. És ainda tão jovem para entender as maldades do mundo. 

Um dia, não hoje, mas um dia irás crescer e aí sim terás pelo quê chorar. Mas não agora, ainda não. És pequeno demais para as lágrimas. Durma por enquanto, anjo meu.

(Luíza Gallagher)

O Mundo Lá Fora


sábado, 3 de janeiro de 2015

Versinho da Menina

Por: Marion Bolognesi



Ela era uma em um milhão
Era o rastro da estrela cadente
Era a mais formosa pétala da flor
Era apenas uma menina
Mas para mim ela era o amor!

(Luíza Gallagher)

Família é Coisa Complicada




“Família é coisa complicada”

Complicado mesmo é quando deixa de ser família. Não se iluda, ninguém larga títulos. Pai, mãe, avós, tios... sempre serão, mas família?

Família é criada não por sangue, mas por laços, e quando o laço desata o que resta? Um grande e profundo abismo parental.

Um convívio diário entre estranhos, silêncios e distância. Portas fechadas, sem frestas, só com trancas.

O padeiro da esquina ganha mais atenção do que o filho. O vizinho é mais cúmplice que a mãe, e assim a vida segue. Família quebrada junta em uma foto na mesa com seus sorrisos congelados perante a ceia de algum Natal emoldurada num quadro qualquer.

“Família é mãe, pai, esposa e filho”, me disseram. Não rapaz, família não é só isso. Família é coração, e tal qual coração de mãe sempre cabe mais um. Tio, tia, sobrinho, cachorro, afilhado, bisavô, tartaruga, amiga, primo, tudo pode ser família se há amor. Mas se não há, nem pai, nem mãe, que dirá filhos e esposa sobrevivem como tal elo familiar.


Família é amor e não reunião de estranhos com o mesmo sangue e mesmos sobrenomes.

(Luíza Gallagher)